CAS – Comissão de Ação Social

BENILCE TAMARA SERGIO CARLOS SILVANA NORMA COM AS CRIANÇAS FESTA DAS CRIANÇAS DA ARI 18 OUT 09 06

HISTÓRIA

 

Tudo começou nos anos 1990, com o rabino Roberto Graetz e o Dr. Alfred Lemle – filho do saudoso rabino Henrique Lemle (Z”L) – e fortaleceu-se quando o rabino Graetz começou a participar dos Encontros Inter-religiosos e percebeu que uma associação religiosa como a ARI deveria desenvolver ações sociais e de promoção de inclusão, dentro e fora da comunidade judaica.

As atividades começaram dentro de casa, com o fornecimento de benefícios sociais aos funcionários da própria ARI. Com o tempo, a Comissão de Ação Social passou a desenvolver vários projetos com o objetivo de prestar assistência às pessoas e instituições de nossa comunidade e da comunidade maior, sem deixar de lado a seu apoio aos funcionários.

Atualmente, a CAS é composta por voluntários supervisionados pela coordenadora Françoise Sztajn e por sua vice, Benilce Chaves.

 

PROJETOS

 

– Tsedakari
Campanhas pontuais, com duração de dois a três meses, que contemplam duas instituições beneficentes (judaicas ou não). Toda sexta-feira, na Hora do Cafezinho no Salão Nobre da ARI, são recolhidas doações para a montagem de kits com material escolar, alimentos não perecíveis, leite em pó, material de higiene e brinquedos.

– Doações Espontâneas
Todas as doações feitas para a ARI são avaliadas e classificadas pelos voluntários, antes de serem distribuídas às diferentes instituições e famílias apontadas pela comunidade.

– Conexão
Seu objetivo é fazer a conexão entre quem precisa e quem pode ajudar. A ARI recebe em certas ocasiões um pedido de ajuda de uma instituição ou a oferta de um doador, e procura específicamente doadores no primeiro caso ou instituições interessadas no segundo, sem campanha de doações específica.

– Caixa de Tsedaká
Existem três caixas de Tsedaká à disposição na ARI (uma na recepção e uma em cada entrada das sinagogas) para quem quiser deixar sua doação.

– Caixa Minian
A arrecadação é feita às quintas-feiras, após a reza na hora do estudo.

– Cofrinho Tsedaká
Os cofrinhos têm como objetivo estimular a participação de adultos e crianças a praticar a Tsedaká. Eles ficam no hall da sinagoga principal da ARI e também podem ser solicitados na Secretaria. Depois de cheios, são devolvidos e o dinheiro é contado pelos voluntários da CAS, com o auxílio de um dos jovens assistidos pelo OPA. Tudo que é arrecadado é destinado para os projetos da CAS.

– Mahot Chitim
É feita uma arrecadação em espécie, durante a Hora do Cafezinho. Esta arrecadação é enviada diretamente para o Mahot Chitim, para a compra de mantimentos entregues às famílias de baixa renda, em Pessach e Rosh Hashaná.

– Iad Be Iad / Oficinas Profissionalizantes e Artísticas
A OPA tem como missão o desenvolvimento das habilidades e capacidades de jovens com deficiência intelectual, promovendo sua integração e reconhecimento pela sociedade, através da profissionalização e da arte. As oficinas artesanais são utilizadas como instrumento para preparar para o cotidiano do ambiente de trabalho; capacitar para a vida profissional; valorizar o conceito trabalho/remuneração; incluir o jovem no mercado de trabalho; estimular habilidades artísticas; e executar atividades ocupacionais. Todas as sextas-feiras, na Hora do Cafezinho, existe uma mesa dedicada à exposição e venda dos artesanatos criados pelos jovens assistidos pelo OPA.

– Hinêinu
Um grupo de sócios da ARI e ativistas da CAS, sob supervisão do Rabinato, dão atenção e carinho aos membros de nossa congregação que passam por um momento de dificuldade, seja física ou emocional.

– Dia do Voluntário (05 de dezembro)
É celebrado na primeira sexta-feira mais próxima à data com um jantar de adesões em homenagem aos voluntários da ARI. Há sempre a participação de uma ONG e uma atração cultural desenvolvida especialmente para os homenageados.

– Dia das crianças
Evento para os filhos dos funcionários da ARI, com diversas brincadeiras, lanches e presentes.

– Grupo Kibud
Grupo de voluntários que desenvolve diversas atividades no Lar União: celebração dos feriados judaicos; comemoração dos aniversariantes do mês (com direito a festa e presentes!); e visitas semanais para dar atenção aos residentes. O grupo também apadrinha as necessidades de substituição e manutenção de artigos religiosos.

– Bombeiros
No dia de Natal, representantes da diretoria e voluntários da ARI visitam um quartel e presenteiam os bombeiros com panetones, para agradece-lhes pelo trabalho de cuidar da comunidade em geral durante o ano.

– Bar/Bat Mitzvá
Voluntários auxiliam as famílias, normalmente encaminhadas pelo Rabinato, que não têm condições de arcar com as despesas de uma festa. São doados vestuários (masculino e feminino) e todos os complementos necessários para que o evento ocorra, incluindo a atração musical. Muitas vezes, os voluntários também auxiliam na organização da festa.

– Apoio a Funcionários
A CAS auxilia os funcionários da ARI na realização de exames médicos e outras necessidades relacionadas à saúde. Em Pessach, há o costume de distribuir matsá aos funcionários judeus e ao grupo do Minian, e chocolates para o restante dos funcionários, numa referência à Páscoa. No Natal, os funcionários não judeus recebem uma contribuição para ajudar a realização de sua ceia. Também são feitas doações de roupas, alimentos e material escolar, captados com projetos da CAS.

GALERIA