Bo

boShemot/Êxodo – 10:1-13:16

Contra o fanatismo

A parashat Bo relata os últimos momentos da saída do Egito, um acontecimento bíblico muito importante, lido e interpretado através dos tempos por sábios e estudiosos de todo o mundo e de todas as gerações.

Destaca o momento em que Moisés vai perante o faraó e anuncia que Deus enviará a oitava praga, gafanhotos, a nona, escuridão e a derradeira, a morte dos primogênitos quando, finalmente, a permissão para que o povo saia para o deserto é concedida. O povo, então, se prepara rapidamente e vai rumo à liberdade.

Esta cena, que serve de inspiração até para obras cinematográficas, teria tem um propósito claro: Deus quer que todas as nações do mundo saibam que Ele é superior a qualquer faraó ou poder existente na terra. Essa ideia, no entanto, foi superada por grande parte dos judeus. Para nós o importante é lembrar que fomos escravos e hoje somos livres para fazer nossas escolhas. O povo de Israel e grande parte do mundo aceita esta mensagem. Usa a palavra de Deus como inspiração, como guia para seus estudos e para sua conduta em família, em comunidade e também na grande sociedade.

No entanto, em pleno século XXI, há lideres extremistas, e seus seguidores fanáticos, que fazem uma leitura primitiva da bíblia e se acham donos da palavra de Deus. Usam uma fonte milenar de sabedoria para tentar impingir ao mundo suas ideias e cometer atrocidades contra toda a humanidade.

Cabe a cada um de nós acompanhar os acontecimentos, estudar e lutar contra o fanatismo.

Shabat shalom,
Débora Rosman