Mifgash em Connections – Encontro de jovens judeus latino-americanos

Mifgash em Connections – Encontro de jovens judeus latino-americanos

“Mifgash in Rio”: Uma iniciativa para encorajar jovens judeus latino-americanos para desenvolver habilidades de trabalho em Ação Social durante a Connections de 2015

2

Tikun Olam próxima geração: Na Connections 2015, os participantes do Mifgash receberão as ferramentas para uma ação social eficaz.

Nos dias 12-13 de maio, justo antes do começo da CONNECTIONS 2015, que acontecerá de 13-16 de maio no Rio de Janeiro, acontecerá o ‘Mifgash’ – uma iniciativa do TaMaR movimento juvenil do Netzer Olami – que reunirá cerca de 50 jovens judeus de ambos os sexos com idades entre 20 a 35 anos de toda a América Latina e do resto do mundo.

Através da exploração das várias facetas da vida um jovem judeu vivendo no mundo de hoje, Mifgash tem como objetivo fortalecer as conexões entre os jovens judeus e suas comunidades.

Durante dois dias, os participantes Mifgash de toda latino-americana, bem como da Polónia, Alemanha, República Checa e os Estados Unidos vão participar de uma variedade de atividades inovadoras que incidem sobre vários aspectos do “Tikun Olam”.

1

Criando laços sobre o macarrão: Mifgash os participantes comem, bebem e se conectam.

Os participantes terão a oportunidade de visitar a favela Dona Marta, no Rio de Janeiro. Uma vez lá, os jovens do Mifgash poderão aprender lições valiosas sobre a natureza universal do valor judaico de “reparar o mundo”. Além disso, esses jovens judeus irão adquirir conhecimentos práticos sobre a ação social para levarem de volta para suas comunidades de origem.

No entanto, os membros Mifgash não observarão apenas. Na verdade, os participantes também irão assumir um papel ativo no Connections 2015. Inspirados por este encontro mundial de judeus progressivos, os jovens do Mifgash vão se sentar em mesas-redondas, e durante as oficinas e compartilharão suas ideias e experiências ao longo de uma série de palestras com alta participação.

De acordo com o diretor-executivo da Netzer Olami e TaMaR Maoz Haviv, o Mifgash no Rio vai “aumentar significativamente a visibilidade da nossa organização. Ao contar a nossa história na CONNECTIONS 2015, acreditamos que a nossa capacidade de operar nas Américas será reforçada.”

 

Visite o site da Connections 2015 para um resumo do roteiro da convenção >>

con2

Connections 2015

Connections 2015

Em maio, o Rio será a capital mundial do Judaísmo Liberal

e381ae84-9655-4726-9323-fb1bdc6d75f0

INSCRIÇÕES ABERTAS

A Connections 2015 é essencialmente, uma celebração, uma “Simcha”, de quem somos. A conferência oferece uma ampla gama de oportunidades para nutrir a alma: aprendizagem, espiritualidade e várias formas de observância que refletem a diversidade de nossas diferentes Comunidades Progressistas.

O tema da conferência deste ano é:
“Simcha, Soul e Solidariedade”.

Durante os dias desta conferência internacional serão oferecidas oficinas, painéis de discussão, atividades vivenciais de Tikun Olam, estudo e entretenimento e a celebração de um Shabat com participantes de todo o mundo.

Confira no site da ARI:
O que é a Connections>>
O Mifgash >>
Como se inscrever no evento >>

VISITE E COMPARTILHE O EVENTO NO FACEBOOK >>

Connections 2015 – O que é?

Connections 2015 – O que é?

con1O que é a Connections?

As conferências mundiais da World Union são encontros inspiradores – cheios de espírito, aprendizagem, trocas de experiências e diversão, onde judeus Reformistas, Reconstruccionistas, Progressistas e Liberais de todo o mundo vêm para conectar-se e energizar-se uns aos outros e ajudar a formar o futuro do povo judeu.

O tema da conferência deste ano é “Simcha, Soul e Solidariedade”. A Connections 2015 é essencialmente, uma celebração, uma “Simcha”, de quem somos: nossas diferenças, semelhanças, as coisas que defendemos e porque o fazemos. A conferência oferece uma ampla gama de oportunidades para nutrir a alma: aprendizagem, espiritualidade e várias formas de observância que refletem a diversidade de nossas diferentes Comunidades Progressistas.

Ao reunir nossa família internacional de Comunidades Judaicas Progressivas, a Connections 2015 também carrega uma mensagem poderosa de solidariedade. Com nossa profunda crença no conceito de “Povo”, a conferência também nos permitirá reiterar e reafirmar nosso firme e eterno apoio a Israel. E ao desenvolver a Connections 2015 na América Latina pela primeira vez esta região terá a oportunidade de mostrar suas prósperas comunidades.

Durante os dias da conferência serão oferecidas oficinas, painéis de discussão, atividades vivenciais de Tikun Olam, estudo e entretenimento e a celebração de Shabat mais estimulante e internacional que se possa ter visto em qualquer lugar do mundo.

Vice-presidente da WUPJ analisa o conflito em Gaza

Vice-presidente da WUPJ analisa o conflito em Gaza

6

Na última sexta-feira, 15 de agosto, o rabino Joel Oseran, vice-presidente da WUPJ, participou do Cabalat Shabat da ARI e concedeu uma entrevista ao Globo.

Para uma sinagoga repleta, o rabino Oseran falou brevemente sobre o evento Connections 2015 e fez uma prédica incisiva sobre o conflito em Israel, trazendo à tona a realidade do terrorismo que ameaça Israel, a necessidade de combate-lo e de as comunidades apoiarem o Estado Judeu nesta hora.

Confira a entrevista no site do Globo >>

Participamos do encontro da WUPJ-AL em Porto Alegre

Participamos do encontro da WUPJ-AL em Porto Alegre

2

Com cerca de 90 participantes de diversos países e de muitas localidades do Brasil, o encontro da WUPJ-América Latina, realizado em Porto Alegre, na SIBRA, entre os dias 17 e 19 de agosto de 2014, foi extremamente positivo e com importante presença e participação da ARI.

A ARI foi foco de muita atenção também por ser a anfitriã do próximo Congresso Mundial da WUPJ – Connections, que ocorrerá de 13 a 16 de maio de 2015 no Rio de Janeiro.

A ARI foi a Porto Alegre com 13 participantes, com representantes participando em todos os foruns, uma vez que tivemos no mesmo evento 4 encontros simultâneos: juventude, liderança comunitária, kalah rabínica e chazanim.

O foco estava direcionado à consolidação e divulgação de iniciativas de cada instituição associada presente, o estímulo à formação de uma rede com trocas efetivas em projetos e conteúdos.

Foram apresentados os desafios financeiros e estratégicos da WUPJ e o planejamento para atender aos mesmos.

Tivemos o privilégio de ouvir o Professor Joshua Holo (Decano do Hebrew Union College) e o Rabino Joel Oseran (vice presidente WUPJ mundial), que vieram respectivamente de Los Angeles e Jerusalém especialmente para o encontro.

Os profissionais da ARI brilharam, como sempre. O grande respeito da equipe da SIBRA pelo nosso Rabino Sergio Margulies (ARI – RJ, que trabalhou na SIBRA por dois anos) ficou patente no fórum de encerramento, quando ao lado do Rabino Reuben Sternschein (CIP – SP), Rabino Sergio Bergman (Fundacion Judaica – Buenos Aires), Raul Gottlieb (presidente WUPJ america latina), Miriam Vasserman (vice presidente WUPJ america latina), e mediado pelo Rabino Guershon (SIBRA – Porto Alegre), teve oportunidade de expor sua visão para os próximos 5 anos da WUPJ-américa latina.

O forum foi de altíssimo nível, propiciando um debate enriquecedor e profícuo para todos os presentes.

Na já tradicional apresentação ao final do encontro de chazanim, Lashir Benefesh, nossos chazanim Oren Boljover e André Nudelman brilharam, compartilhando seu conhecimento e talento com os mais de 15 chazanim e cantores presentes.

3

A sinagoga lotada, emocionada e feliz aplaudiu longamente toda a apresentação.

Bia Frenkel, profissional da ARI no nosso depto de ensino, no evento do grupo jovem, foi muito elogiada por suas colocações e disposição para o trabalho, que também incluiu, por iniciativa da ARI, profissional do Hillel-RJ.

A experiência do convívio e intercâmbio intensos com líderes comunitários, que ali chegam com perfis distintos e de lugares com características tão diferentes, gera uma sensação de identidade e pertinência, que nos permite percebermo-nos como parte efetiva dos quase dois milhões de judeus vinculados às instituições associadas à World Union for Progressive Judaism – WUPJ.

4

Temos certeza que essa parceria nos fortalece como congregação, e nos propicia ainda mais reflexão, estudo, conhecimento e conteúdo na ação e manutenção do que é o judaísmo da ARI: moderno em nossas práticas, progressista em nossas crenças, forte como nossas raízes, e perene em nossa essência.

Na ARI, todo judeu encontra seu judaísmo.