QUEM SOMOS


Promover um judaísmo conectado ao seu rico passado e ao mesmo tempo integrado aos dias atuais. Este é o objetivo do Judaísmo Progressista, a maior corrente do judaísmo mundial, com mais de um milhão de afiliados.

Fundada em 1942, a ARI – Associação Religiosa Israelita é a casa do Judaísmo Progressista no Rio de Janeiro, filiada à World Union for Progressive Judaism – WUPJ



O QUE FAZEMOS


Oferecemos à nossa congregação um intenso calendário de atividades. Todas as sextas-feiras, nosso Cabalat Shabat reúne quase duzentas pessoas em nossa Sinagoga. Cada festa judaica é celebrada com ativa participação de todos. Realizamos regularmente eventos culturais, grupos de estudos e atividades filantrópicas. Conheça nossos Departamentos, consulte nossa Agenda e participe!



EM QUE ACREDITAMOS


  • “A Lei de Deus requer o constante caminhar e não pode estratificar. A vitalidade judaica exige a mudança para que possa manter-se caminhando.”
  • “O judaísmo que se pauta pela compreensão da modernidade entende que ciência e religião não são excludentes. A religião não pode ser instrumento do obscurantismo que impede a ciência, e a ciência, por sua vez, não pode prescindir dos elementos éticos que emanam da visão religiosa.”
  • “A verdade da fé é absoluta para cada um, mas relativa – dentro de sua subjetividade – para cada outro.”
  • “O judaísmo é marcado pela pluralidade, permitindo que se estabeleça um diálogo genuíno. As inevitáveis diferenças que surgem neste dialogo não anulam a capacidade de perceber o Outro e, com ele, aprender ou aceitá-lo, mesmo que discordando.”
  • “Esta concepção de dialogo é expressa pela parábola em que um Rebe fica triste ao perder seu companheiro de estudos. Para consolá-lo, amigos buscam estudar com ele, mas o Rebe continuava sem consolo e explicou: ‘Meu antigo companheiro me questionava, enquanto vocês somente concordam com o que ensino.’”
  • “Esta é a natureza do dialogo preconizado pelo judaismo: ensejar o pensar através do indagar, do criar o oposto, do reverter a opinião, do subverter o ponto de vista e do prover um ângulo distinto.”

(Trechos de artigos do Rabino da ARI Sergio Marguiles publicados na revista Devarim)



Chazit
Revista Devarim
Lar União
WUPJ